E Se Deus Quiser Que Eu Me Case Com Alguém Feio?

Por Stacy Reaoch.

Minha filha de seis anos de idade e eu estávamos fazendo um estudo bíblico juntas, que introduzia o tema da pureza. Nós tivemos algumas discussões bem divertidas, e eu percebi que é muito mais difícil explicar ideias como a soberania e a pureza de Deus para uma criança de seis anos do que para outro adulto. Eu nunca sabia o que sairia de sua boca durante a nossa conversa.

Certa noite, enquanto falávamos sobre a beleza da soberania de Deus no planejamento de nossos futuros – e como Deus a chama para ser casada, Ele já escolheu o marido certo para ela – ela olhou para mim com olhos preocupados.

“Mãe, e se eu não gostar da pessoa que Deus quer que eu me case?”

E então, com ainda mais preocupação, ela disse: “E se o homem que Ele quer que eu case não for – você sabe – de muito boa aparência”

Parte de mim queria rir com estas questões extremamente sinceras. Mas, realmente, eu fiz as mesmas perguntas de maneiras diferentes. A questão não é tão simples como “E se eu não gostar do homem que eu vou casar?”, Mas sim, “Eu confio que Deus é por mim e concede boas dádivas aos seus filhos?”

Mateus 7.11 nos lembra que, se sabemos como dar boas dádivas aos nossos filhos, quanto mais nosso Pai celestial dará boas coisas aos que lhe pedirem!

Deus Está me Dando o Seu Melhor?

Pode ser fácil olhar para as circunstâncias abaixo-do-ideal que nos cercam e perguntar se Deus está guardando o melhor para outra pessoa. Eu me tornei cristã em meu primeiro ano de faculdade. Eu estava namorando o meu namorado cristão desde meu último ano do ensino médio, e quando chegou a hora eu finalmente percebi que “bênção” a fé dele era, e que eu realmente desejava casar com ele, ele (sabiamente) havia se convencido de que precisávamos terminar. Foi devastador. Olhei para as minhas outras escassas perspectivas de casamento em minha universidade secular de 40.000 estudantes, e não foi animador.

As manhãs de domingo eram frequentemente desoladoras no refeitório antes que me dirigisse para a igreja sozinha. Além disso, meu coração estava doendo pelo jovem que havia seguido a Deus de todo o coração e me deixou na poeira. Mas na bondade de Deus para comigo, a tristeza de minha alma me fez abrir minha Bíblia empoeirada e começar a ler e buscar conforto.

Me deparei com o Salmo 84.11. O Senhor Deus é Sol e Escudo; o Senhor dá graça e glória. Nenhuma coisa boa Ele nega aos que andam em retidão.

Na minha imaturidade, fé simples, eu me agarrei a esta singular promessa com tudo que eu tinha. Tornaram-se as palavras que tiraram o desespero de meu coração. Deus nos protege. Ele nos dá esperança como um raio de sol. Ele nos abençoa com seu favor. E a melhor parte é esta: Ele promete não reter nada de bom aos que andam com Ele.

Então eu arrazoei em minha mente e coração que, contanto que eu estivesse buscando o Senhor e seguindo-O, Ele me daria somente o que era bom para mim. O rapaz que eu tanto desejei estar junto não era quem eu precisava durante esses dois anos.

Eu tinha que confiar que por qualquer razão, Deus considerou bom e certo para mim estar solteira naquela época. Ele considerou bom e certo pela dor em minha alma me fazer voltar para Ele para conforto e esperança, em vez de um relacionamento com um homem. E se Ele optou por me abençoar com casamento ou celibato, o Salmo 84:11 me prometeu que Deus não ia me dar o segundo melhor. Ele não estava escondendo seus dons de mim, mas em vez disso estava me abençoando.

Nenhum Bem Final Retido

Então, quando a minha filha me questionou sobre a possibilidade de ter de se casar com alguém que ela não gosta, ou não acha atraente, eu a direcionei para a promessa do Salmo 84.11. Deus dará coisas boas aos que O estão seguindo. E embora esses dons possam não ser exatamente o que nós planejamos para nós mesmos, no entanto, eles são precisamente aquilo de que precisamos – para o nosso bem supremo. (E eu acho que essa promessa vai garantir que minha filha, se ela se casar algum dia, vai realmente gostar de seu futuro marido e até mesmo achá-lo atraente. Ele vai mudar seu coração para fazê-lo assim).

Na boa providência de Deus, aquele jovem que partiu meu coração voltou para a minha vida antes de meu último ano de faculdade. Nós nos casamos logo após a formatura. Eu lembro do Salmo 84.11 como o versículo que me sustentou — e teria sustentado se ele não tivesse voltado — e me deu esperança esses dois longos anos enquanto estávamos separados.

Assim, para a pessoa solteira à espera de um cônjuge, a jovem mulher casada ansiando por um sinal positivo no teste de gravidez, o recém graduado a espera por uma primeira oferta de emprego, ou mesmo com a devastadora notícia de um teste positivo para câncer, aqueles de nós que esperam em Cristo e seguem o seu caminho podem confiar que Ele não vai ocultar nenhuma dádiva de nós para o nosso bem final.

Ao contrário, Ele irá nos enriquecer com as bênçãos que Ele julga convenientes para nossas vidas, mesmo que nós ainda não vejamos como elas são boas.

______________

Traduzido por Victor Santana a partir do site: desirigGod.org.

Stacy Reaoch é uma esposa e mãe de quatro filhos. Ela gosta de ministrar às mulheres através de estudos bíblicos e discipulado na Three Rivers Grace Church, onde seu marido, Ben, é pastor. Stacy e Ben vivem em Pittsburgh, Pensilvânia.

2 comentários em “E Se Deus Quiser Que Eu Me Case Com Alguém Feio?

Adicione o seu

  1. Bem, ela está se preocupando com isso, já eu faz 7 anos que espero uma pessoa e Deus até hoje não me deu. Fazer o quê? Quando Deus não quer ele não quer, é assim mesmo. Aí todos falam: ‘é no tempo de Deus’. Daqui a pouco eu faço 25 e nada. Eu agradeço por Deus não ter planos na minha vida e não querer me dar. Tudo bem. Na verdade eu descobri que nasci pra ficar sozinho ou com alguém feio. Todos falam que não, mas Deus une feio com feia e bonita com bonito. Você sendo feio só se casa com uma mulher bonita com dinheiro. Essa é a verdade. Falo isso por experiência. Mas tudo bem, eu sei se eu tentar conquistar alguém Deus vai agir primeiro e trancar as portas pra mim, fazer o que…

    Curtir

    1. Olá, Lucas. Agradeço sua visita e seu comentário.

      Bem, posso perceber algumas coisas no que você disse. Então aqui vão o que penso sobre o que você e muitas pessoas acreditam sobre “esperar a pessoa que Deus tem para mim”. Em primeiro lugar, só temos dois exemplos desse na Escritura Rute e Rebeca. Não me lembro de nenhum outro caso em que alguém tenha esperado algum sinal do céu, no coração ou nas circunstâncias que a levasse a entender que essa seria especificamente a pessoa “preparada” por Deus. Em segundo lugar, acredito que há pessoas que recebem essa graça. Mas na vida comum, creio que a graça de Deus se manifesta de outra forma: em que tenhamos uma atitude sensata e responsável de conhecer bem a pessoa que gostaríamos de passar o resto da vida e se teremos a firmeza de permanecer nessa aliança até o fim da vida. Pois o casamento é indissolúvel. Em terceiro lugar, não consigo ver Deus como que nos encurralando e nos conduzindo de maneira fatalista ao propósito que ele estabeleceu para nossas vidas em relação ao jugo matrimonial. Se formos sensatos e firmes o suficientes, no fim das contas o que menos pesa é a pessoa que escolhemos, em termos de aparência ou personalidade. Deus nos fez seres sociáveis e capazes de conviver com o diferente. Escolher com quem queremos casar é mesmo uma questão muito mais de bom senso do que algum tipo de sinal ou inspiração divina sob as aparências de uma espiritualidade que parece demonstrar uma dependência total de Deus. Creio que o principal momento da dependência de Deus começa depois que concordamos em dizer sim para a pessoa que escolhemos. Em quarto lugar, é verdade que há pessoas também que receberam o dom, isto é, a capacidade de permanecerem sozinhos sem que isso lhes seja uma tentação ou aflição. Não, elas têm uma facilidade maior que outros não tem. Mas, como diz a Escritura em 1 Coríntios 7: “cada um tem de Deus o seu próprio dom; um, na verdade, de um modo; outro, de outro. E aos solteiros e viúvos digo que lhes seria bom se permanecessem no estado em que também eu vivo. Caso, porém, não se dominem, que se casem; porque é melhor casar do que viver abrasado.” (vs. 7‭-‬9). Recomendo que você leia todo esse capítulo e também o que Jesus ensina aos discípulos sobre o propósito do casamento e o dom de ser solteiro em Mateus 19.3-12.
      Que Deus te abençoe e te dê entendimento e firmeza nele.
      Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site desenvolvido com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: